FAAO - Faculdade da Amaznia Ocidental

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

Coordenador: Professora Msc. Adm. Angela Maria Bessa Fleming

Modalidade: Seriado Anual

Atos Legais:

Autorização – Portaria MEC n° 1.387, de 09/05/2002, publicada no DOU Nº 90 de 13/05/2002.

Renovação do Reconhecimento Portaria nº 267, de 3 de abril de 2017, publicada no DOU 04.04.2017.

Carga Horária: 3.060 horas.

Tempo de Integralização: Mínimo de 04 anos e Máximo de 07 anos.

Turno: Diurno e Noturno.

Módulo: 200 dias letivos por ano

Número de vagas anuais: 400

Dimensão das turmas: Média de 50 alunos

OBJETIVO DO CURSO

Objetivo Geral

Contribuir para o progresso e para a melhoria da qualidade de ensino, por meio da formação de profissionais capacitados a atuar no planejamento, organização, controle e gerenciamento das organizações, com sólida formação teórica, capacidade analítica, visão sistêmica, espírito empreendedor e criativo e foco voltado para a interpretação de um mundo em constante mudança.

Objetivos Específicos

Habilitar pessoal para atuação nas áreas pública, privada e do terceiro setor, a partir da percepção do contexto que envolve tais organizações, sempre preservando o necessário respeito às diferenças comportamentais entre seus clientes e colaboradores;

Capacitar quadros para o planejamento e oferta de produtos e serviços, dentro de parâmetros que atendam a requisitos de produtividade, rentabilidade, atratividade, competitividade e satisfação dos clientes;

Formar profissionais capazes de contribuir, com seus conhecimentos e habilidades, no planejamento e organização dos sistemas administrativos, dentro de critérios como eficácia, eficiência e efetividade;

Sensibilizar os estudantes para uma formação humanística e holística, baseada na consciência ética, no respeito aos direitos humanos e ambientais;

Preparar administradores para negociar e agir de forma estratégica e pró-ativa, considerando a complexidade dos cenários envolvidos na tomada de decisão.

Missão do Curso

Formar Administradores dotados de competências essenciais que os tornem tomadores de decisões em ambientes dinâmicos e sistematicamente integrados, de modo a propiciar às instituições públicas e privadas, oportunidades de contínua inovação e desenvolvimento do espírito empreendedor, para a formação de equipes comprometidas com a excelência organizacional.

A missão do Curso de Administração se resume em:

Formar profissionais para o mercado, dotados de competências essenciais,

para promover a inovação e o espírito empreendedor nas organizações.

PERFIL DO PROFISSIONAL

O curso de Graduação em Administração da FAAO busca capacitar os estudantes e profissionais, com vistas a:

Ter uma visão pluralista e uma postura crítica da administração, que provoque a internalização de conceitos e a leitura do contexto socioeconômico e político definido e em processo de definição;

Desenvolver estratégias teóricas e metodológicas que permitam superar a racionalidade instrumental, questionando e tendo uma visão crítica da realidade, devendo ler e interpretar os fenômenos sociais e organizacionais em constante mutação;

Compreender a complexidade das organizações de forma global, seus princípios, seus objetivos, suas metas, sem subestimar a dimensão humana dos indivíduos que nelas trabalham. O que significa desenvolver, também, uma compreensão refinada das teorias e das práticas de gestão;

Compreender com clareza o papel do administrador relacionado à gestão das operações da empresa, no âmbito dos mercados regional, nacional e internacional, de modo a tomar decisões, levando em contas as complexidades humanas, culturais e sociais e a ética necessária ao desenvolvimento de suas ações;

Além desse “saber especializado” buscar-se-á desenvolver habilidades no campo interpessoal, por se entender que as mudanças organizacionais são algo muito mais complexo do que um conjunto de conhecimentos técnicos de sistemas e processamento de informações, pois envolvem fenômenos essencialmente humanos. Significa, pois, afirmar que a grade curricular concebida almeja formar no cidadão o gestor capaz de perceber as dimensões humanas e as suas implicações na dimensão cultural da mudança dos sistemas.

De acordo com o perfil genérico apresentado, tendo em vista diferenciar o profissional a ser formado no mercado de trabalho, o curso está voltado para desenvolver, além das habilidades tradicionais do Administrador – técnica, humana e conceitual, o seguinte conjunto de habilidades:

Reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão;

Desenvolver expressões e comunicações compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais;

Refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento;

Desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais casuais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim, expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais;

Ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional;

Desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se adaptável.

Desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações; e

Desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, emitir pareceres e realizar perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicas e operacionais.

MATRIZ CURRICULAR

Ano Disciplina                                 Créditos Carga-horária
Matemática 2 80
Leitura, Produção e Interpretação de Texto 4 160
Filosofia e Ética 2 80
Teoria Geral da Administração 4 160
Teoria Geral da Contabilidade 4 160
Sociologia 2 80
Psicologia Organizacional 2 80
Total de horas 20 800
Optativa Libras 1 36
Ano Disciplina                                 Créditos Carga-horária
Informática 2 80
Empreendedorismo e Inovação 2 80
Administração Pública 2 80
Contabilidade e Análise de Custos 4 160
Estrutura e Análise das Demonstrações Financeiras 2 80
Economia Regional, Nacional e Mundial 2 80
Metodologia Científica 2 80
Matemática Financeira 2 80
Direito Empresarial 2 80
Total de horas 20 800
Ano Disciplina                                 Créditos Carga-horária
Administração Financeira e Orçamentária 4 160
Tópicos 2 80
Gestão e Contabilidade Aplicada as atividades Rurais e Ambientais 2 80
Gestão, Direito e Contabilidade Fiscal e Tributária 2 80
Planejamento Estratégico e Elaboração de Projetos 4 160
Direito Trabalhista e Previdenciário 2 80
Estatística 2 80
Estágio Supervisionado I 2 80
  Total de horas 20 800

       Bacharel em Administração

Ano Disciplina Créditos Carga-horária
Gestão de Pessoas 2 80
Gestão Ambiental e Sustentabilidade 2 80
Administração Mercadológica 2 80
Gestão da Tecnologia e Inovação 2 80
Administração da Produção e Logística 2 80
Sistemática do Comércio Exterior 2 80
Gestão de Recursos Materiais e Patrimoniais 2 80
Direito Fiscal e Tributário 2 80
Estágio Supervisionado II 4 160
Estágio Supervisionado de Campo
Atividades Complementares
Total de Horas 20 800
Carga Horária Total   3200

Matriz Curricular contemplando a disciplina de “LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais” como componente curricular optativo,  conforme preceitua o Decreto nº 5.626 de 22 de Dezembro de 2005.

AVALIAÇÃO

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR E SISTEMA DE APROVAÇÃO

De acordo com o capítulo V do Regimento Interno (RI) da FAAO, “a avaliação do desempenho escolar é feita por disciplina, incluindo a frequência e o aproveitamento escolar.” (Art. 67 – R.I.). A seguir estão descritas as normas de avaliação do rendimento escolar.

O controle de notas e freqüência é de inteira responsabilidade do acadêmico e deverá ser realizada através da intranet.

FREQUÊNCIA

É obrigatória e permitida somente a alunos regularmente matriculados.

É obrigatória nas aulas práticas, teóricas, seminários ou em qualquer atividade didática oficial.

É condição de aprovação ao aluno, no índice mínimo de 75%, excetuados os casos previstos em lei.

AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR

É feita mediante graus numéricos, que são expressos em valores de 0 (zero) a 10 (dez); quando ocorrerem frações, é considerada somente a primeira casa decimal, sem arredondamento.

É avaliado o rendimento em cada componente curricular por meio de exercícios escolares, verificações, trabalhos práticos e exames.

As avaliações do 2ª e 4º bimestres serão realizadas em caráter conjunto, no estilo PROVÃO, computando-se a nota alcançada como média para todas as disciplinas cursadas pelo acadêmico no período de aplicação da prova.

Os componentes curriculares práticos de cada curso obedecem ao sistema de avaliação do processo de ensino e aprendizagem estabelecidos nos seus respectivos Projetos Pedagógicos de Curso.

“Atribui-se nota zero ao aluno que utilizar meios fraudulentos nas verificações…” (Art. 70 § 1º – R.I.).

“De acordo com a Portaria 05/2011, a observação das regras ortográficas e gramaticais na correção dos trabalhos e avaliações acadêmicas é considerada prática de avaliação obrigatória em que será aplicada penalidade correspondente a cinco décimos de ponto (0,5) de desconto no conceito, atribuído ao acadêmico, para cada grupo de cinco anotações”.

RECUPERAÇÃO DE PROVA NÃO REALIZADA – 2ª CHAMADA

“O aluno que deixar de comparecer a uma das avaliações parciais de conhecimento de cada semestre […] bem como ao Exame Final […] poderá, através de requerimento, solicitar prova de segunda chamada no prazo de três dias, contando da data de realização da prova, por disciplina” (Art. 70§ 3º – R.I.).

A solicitação de 2ª chamada, via requerimento protocolado na Secretaria Geral, deverá obedecer aos prazos fixados no Calendário Acadêmico.

SISTEMA DE APROVAÇÃO

Respeitando a frequência mínima de 75% fica dispensado da realização do exame final do componente curricular, o aluno que tenha obtido média igual ou superior a 08 (oito), nas quatro notas parciais de conhecimento” (Art. 71 § 1º – R.I.).

“Não terá direito de realizar Exame Final o aluno que, ao término do ano letivo, não tenha alcançado 20 pontos na somatória das avaliações bimestrais ou que frequência inferior a setenta e cinco por cento, sendo considerado não creditado no componente curricular, independente de haver obtido rendimento escolar…” (Art. 71 § 2º – R.I.).

Demonstração de como calcular a NOTA MÍNIMA necessária para Aprovação através de Exame Final – NEF.

A média anual é obtida através da seguinte fórmula;

(1ª N.P.C. + 2ª N.P.C. + 3ª N.P.C. + 4ª N.P.C) / 4

ou seja

divide-se por 4 o somatório das notas obtidas durante as 4 N.P.C.

A nota mínima para ser aprovado através de Exame Final é obtida através da seguinte fórmula;

10 – média anual ou seja A média anual será diminuída de 10

Exemplo:

[1º N.P.C. (nota 6,0) + 2ª N.P.C. (nota 7,0) + 3ª N.P.C. (nota 5,0) + 4ª N.P.C. (nota 7,0)] / 4

25 pontos / 4 = 6,25 pontos (média anual)

10 – 6,25 = 3,75 (nota mínima a ser obtida na NEF)